A era do Meme

Nesse contexto contemporâneo, em que intimamente se entrelaçam identidades, discursos e manifestações midiáticas, não se pode negar que o indivíduo atual, inserido na sociedade da informação, está munido de ferramentas digitais, dispositivos tecnológicos e comportamentos de consumo adequados à era da velocidade e da conexão.
 

 O indivíduo conectado, hoje, consumidor dos ciberdiscursos e de produtos culturais mediados pela tecnologia, tem à mão um dispositivo síntese da era da convergência, o smartphone, ferramenta que o permite não apenas acessar informações que lhe chegam em fluxo contínuo e imediato, mas também interagir e fortalecer a interação.

E esse movimento dá ao indivíduo o poder de editar conteúdos recebidos e propagar em suas redes de relacionamento virtual informações que refletem todo um comportamento cultural, como o remix, por exemplo, que é um nível nunca antes visto de colagem e reapropriação, de certo modo, liberdade. Ou seja, todos podemos ter voz e fortalecer na internet as vozes dos outros.

Estimulado pela lógica do consumo, o indivíduo conectado, que sai do status tradicional de receptor e passa também a ser produtor de conteúdos, está presente nas mais diversas plataformas tecnológicas, especialmente em redes sociais digitais como Facebook, Youtube e Instagram. E esse mesmo indivíduo, cada um de nós, de um modo ou de outro estimulamos comportamentos de consumo, enquanto “nos vestimos” de mídia, impulsionado pela era do “copie e cole” e do “curta e compartilhe”.

Dessa forma, quando se trata de consumo de um produto remix, fruto de inúmeras edições, ajustes e colagens, o indivíduo que o produz não é necessariamente o seu dono. Como assim? Simples. O produto passa a ser de todos. E essa é a proposta do Meme, esse novo formato de mídia, surgido conceitualmente já nos anos 1970, a partir de estudos de sobre genética, que se configura como unidade de imitação e transmissão cultural.



A palavra Meme vem do grego mimeme, traduzido como uma espécie de imitação e, ainda numa analogia genética, pode ser relacionado à capacidade de se multiplicar pela possibilidade de fazer cópias de si mesmo. Diante disso, e partindo para o contexto da cibercultura, podemos compreender o modo de vida dos memes da internet, uma vez que obedecem a esta mesma lógica, entretanto, inseridos num ambiente cultural tecnológico, virtual, midiático e certamente discursivo.

Assim, para se propagar, os memes precisam da atuação dos indivíduos, dos consumidores/produtores de conteúdo (prosumers), imersos na cultura participativa em suas variadas formas de interação multitela. É a essência da própria cibercultura, um verdadeiro solo fértil e receptáculo de mensagens.

Portanto, os Memes são conteúdos midiáticos frutos dessa era dinâmica, fluida e acessível, além de ser também uma espécie de memória comunitária coletivamente alimentada em tempo real, como diz Pierre Levy em seu livro Cibercultura (1999). E essa participação dos indivíduos vem fortalecer a ideia de que os ambientes digitais são sim participativos, espaciais e enciclopédicos até. E isso se dá pela familiaridade dos indivíduos conectados com ferramentas acessíveis de captura de imagens, edição e digitalização, para posterior propagação em um meio – a internet – que tem como motor a própria troca de informações e disseminação cultural.
 
* Anderson Barretto é Mestre em Comunicação pela UFPE e Especialista em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais, Coordenador dos cursos de Pós-graduação e Extensão, e professor das graduações em Publicidade e Administração em Marketing da ESM-FAMA.
Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Compromisso em formar pessoas para a vida e profissão, seja no mercado de trabalho e/ou atuação acadêmica, dentro de todas as legalidades de direito que possam dar segurança a seus estudantes e futuros profissionais. #EsmFama

ENTRE EM CONTATO

Sinta-se a vontade para nos contatar.

  • Endereço: Rua Doutor João Vieira de Menezes, s/n - Santo Amaro, Recife - PE
  • E-mail: contato@esmfama.com.br
  • WhatsApp: 81 99954.8168
  • Fone: 81 3081.0596

NOSSOS ALUNOS SATISFEITOS

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…